A trilha Inca é uma antiga estrada de pedras que atravessa montanhas da Cordilheira dos Andes até Machu Picchu, no Peru. Ela foi construída pelos incas, para que pudesse chegar até Machu Picchu. Essa rota é famosa mundialmente pelos praticantes de trekking, durante os dias de caminhada você terá paisagens espetaculares.

O percurso inicia em Cusco/Quillabamba (km 82 da ferrovia), percorre as montanhas em cima da margem esquerda do rio Urubamba e depois de quatro dias de caminhada o viajante chega até Machu Picchu. Em boa parte do percurso o calçamento é de pedras originais do período Inca.

Quantos tempo leva para atravessar a trilha inca?
Os viajantes levam cerca de quatro dias e três noites para percorrer clássica trilha inca, que possui cerca de 42 km. O percurso é considerado bastante desgastante devido à altitude de 3.000 metros acima do nível do mar.

Lembrando que também existe uma trilha inca com um trajeto menor, que tem duração de dois dias e uma noite. Ela inicia no km 104 da mesma ferrovia. No total serão percorrido 15 km de caminhada no primeiro dia e no segundo dia.

Se você está se preparando para fazer a Trilha Inca, confira a seguir algumas dicas importantes quanto à trilha:

Trilha Inca Clássica x Trilha Inca Curta
A diferença entre as duas trilhas são inúmeras, como a diferença da distância percorrida e do nível de dificuldade, mas a diferença principal entre elas é que na trilha curta você não avistará os sítios arqueológicos de Puyupamarca, Sayacmarka e Runkurakay, que são apenas vistas durante a clássica trilha Inca. Outra diferença entre as trilhas é a relação quanto a altitude, na clássica trilha inca chega-se a 4.200 metros de altitude contra os 2.300 metros de altitude da trilha curta. Além disso, durante a trilha inca curta você não irá passar pela experiência dos acampamentos, pois a pernoite ocorre em um hotel já no povoado de Aguas Calientes. Por isso não há necessidade de barracas de dormir.

A necessidade de um grupo para percorrer a Trilha Inca
É de caráter obrigatório participar de um grupo para percorrer a trilha Inca. Por isso o viajante tem duas opções para fazer a Trilha Inca:

Grupo Compartilhado: Como muitos viajantes tem o interesse de fazer a trilha Inca, você pode participar de um grupo que são no máximo de 16 integrantes. O preço irá variar de acordo com a qualidade do serviço oferecido. Geralmente ao contratar a empresa que faz a trilha, o pacote já vem com tudo incluso, como: os ingressos, guias, carregadores, comida, barraca, transporte (saindo de Cusco até o ponto de partida da trilha – km 82) e o ticket de trem para voltar a Cusco.

Outra forma de fazer a clássica trilha Inca é fechando um grupo privativo, só para você e seus amigos. É preciso no mínimo dois viajantes e ele conta também com os mesmos serviços que foram dito anteriormente.

As vantagens de participar de um grupo organizado é que você não terá que carregar, se preocupar com sua própria comida e montar a sua barraca. Outro ponto vantajoso é o fato de ter um guia, que dará todas as informações úteis e importantes sobre as construções incas. Você não irá se preocupar com nada, apenas curtir e aproveitar a aventura com amigos ou conhecendo pessoas de outras nacionalidades.

Reserve com antecedência a sua Trilha Inca
Como é apenas permitido 500 pessoas por dia na Trilha Inca. É muito importante você fazer a reserva com antecedência, com no mínimo 4 meses antes de viajar, isso também é válido mesmo fora da alta temporada. Pois, como Machu Picchu é famosa em todo mundo acaba faltando vagas para os muitos viajantes que desejam percorrer a antiga estrada construída pelos antigos incas.

Você irá encontrar mais informações sobre as operadoras que fazem a trilha inca nesse artigo –

Período em que a trilha inca é fechada
É durante todo o mês de fevereiro que a clássica trilha inca é fechada, isso já vem sendo feito ha anos. Como o mês de fevereiro é um período bastante chuvoso na região andina, o governo peruano fecha a trilha para que a natureza possa se recuperar dos milhares de viajantes que a percorre. Por isso, as trilhas alternativas é uma boa opção para aqueles que viajam durante o mês de fevereiro. Apesar de a clássica trilha inca permanecer fechada em fevereiro, Machu Picchu permanece aberto para os visitantes.

Nível de dificuldade da Trilha Inca
Para participar da trilha Inca você não irá precisar passar por algum treinamento ou ter alguma habilidade técnica, qualquer pessoa pode realizar o trajeto, lembrando que deve você está em boa forma física e disposto a percorrer a trilha. Como a caminhada nos dois primeiros dias é bastante desgastante devido a subida que inicia em 2.300 metros e vai até os 4.200 de altitude. Os efeitos da mudança de altitude o “soroche” deixa o corpo bastante mole. Por isso é importante está acostumado a percorrer longas caminhadas ou que esteja praticando exercícios físicos com certa frequência.

Se por acaso você acredita que não irá conseguir fazer uma caminhada de 7h por dia e com uma mochila nas costas de até 10kg, cogite a idéia de contratar um carregador particular para levar a sua mochila, durante os quatro dias do percurso. Caso você tenha algum problema de saúde, é bom não fazer a trilha Inca, já que você estará distante de qualquer ajuda médica.